O que e vida ecologica? Estuda da interacao de seres vivos entre si e com o meio ambiente

O que e vida ecologica? Estuda da interacao de seres vivos entre si e com o meio ambiente

Reacao – a resposta de um organismo a outro organismo ou ao ambiente
Movimento – sair da posicao presente (inteira ou parte)
Reproducao – deixar decendentes para a manutencao ou continuaao da especie
Crescimento – ganho de biomassa
Desenvolvimento – mudancas ou transformacoes nas fazes no ciclo da vida
Hereditariedade – transmisao de caracteristicas aos decendentes
Variabilidade Genetica – diferencas em caracteristicas dentro de uma mesma especie
Mutacao – alteracoes no cromosomo ou parte dele, dem um gene ou parte dele (pode haver adicao, deletacao, e substituicao)
Selecao Natural – quanda a natureza escolhe os seres vivos com mais ou a melhor adaptacao a um certo habitat. Ao longo do tempo os mais adaptados sobrevivem em quanto os outros morrem. Esses mais adaptados passam seus genes aos seus decendentes, que assim sobrevivem no ambiente.
Adaptacao – a habilidade ou capacidade que um individuo tem de sobreviver.

Niveis de Organizacao

Atomo --- molecula---organela---celula---tecido---orgao---sistema---organismo---populacao---comunidade---ecossitema---biosfera
Especie – seres semelhantes capazes de reproduzir e produzir outro ser da mesma especie e fertil.
Populacao – conjunto de seres da mesma especie que vive em um mesmo local ao mesmo tempo
Comunidade, biota, biocenose – conjunto de especies que vivem em um mesmo local ao mesmo tempo
Ecossistema – conjunto de fatores bioticos (seres vivos) e abioticos (ambiente e seus componentes)
Biosfera – conjunto de ecossitemas

A biosfera e seus ecossitemas

Seres Autotroficos – seres capazes de produzir seu proprio alimento se aproveitando de moleculas inorganicas geralmente CO2 e H2O e as tornando em alimento, utilizando energia de fontos inorganicas (luz).
Seres heterotroficos – seres que nao sao capazes de produzir o proprio alimento, necessitendo assim se alimentar das moleculas organicas de outros seres.
Seres herbivoros – seres heterotroficos que so se alimentam de seres autotroficos
Seres Carnivoros – seres heterotroficos que so se alimentam de outros seres heterotroficos
Seres Onivoros – seres heterotroficos que se alimentam tanto se seres autotroficos como de heterotroficos
Cadeia Alimentar – uma serie linear de organismos pela qual flui a energia originalmente captada pelos seres autotroficos As cadeias alimentares nao sao ciclos pois os decompositores nao recomecao o ciclo.
Seres produtores – o componente inicial de toda cadeia alimentar, que e o unico capaz de captar energia de fontes imorganicas e utilizarla na sintese de moleculas organicas
Seres Consumidores – seres que tem que se alimentar de outros seres para consiguir energia
Seres Decompositores – seres que decompoem a materia organica de partes mortas, residuos, e excrecoes de outros seres para obter nutrientes e enegia
Cons 1ario – alimentam diretamente das plantas. Cons 2ario alimenta dos 1arios ......
Nivel Trofico – os diferentes elos componentes de uma cadeia alimentar (1plantas 2 cons1 3cons2)

Ciclos – todas as substancias sao reaproveitadas, e ele sempre volta de onde comecou
Da agua – ganha bebendo comendo respirando perde – urina fezes transpiracao respiracao
Do carbono – preoteinas e glicose (CHON, C6H12O6)
Do nitrogenio – pela alimentacao que comeca nas plantas (nitrosomonas, desnitrificantes, fixadoras, decompositoras.

Biomassa- a massa total de materia organica contida e um ou um grupo de seres vivos
Piramides de energia – uma representacao grafica que mostra a quantidade de energia quimica potencial em cada nivel trofico de um ecossitema (os decompositores nao entram)
Piramide de numeros – “ ” o numero de individuos existentes em cada nivel. Pode ser invertida como no caso de uma arvore para 500 gafanhotos.
Piramide de Biomassa – “ ” de biomassa que cada nivel possui. (nao leva em consideracao o tempo) Pode ser inverttida como no caso dos zooplancton e os fitoplancton
Ciclo Biogeoquimico – a circulacao de atomos de diversos elementos quimicos entreas substancias organicas dos seres vivos e as substancias inorganicas do planeta (atmosfera)
Combustiveis Fosseis – as transformacoes osfridas por substancias organicas soterradas como caravao mineral, gas natural e petroleo

Populacoes e comunidades biologicas
Populacao Biologica – um grupo de individuos de mesma especie que convivem em determinada area geografica

Taxa de crescimento Populacional absoluto – a variacao do numero de individuos no periodo considerado, sem levar em consideracao o tamanho da populacao.
Numero de individuos no final do periodo considerado – Numero de individuos no inicio do periodo con
Duracao do tempo considerado

Taxa de crescimento populacional relativo – a variacao do numero de individuos de uma especie em relacao ao seu numero incial
Numero de individuos no final do periodo con – numero de indeviduos no inicio do periodo con
Numero de individuos no inicio do periodo con
Duracao do tempo considerado

Densidade Populacional – numero de individuos/ area ou volume m2 ou m3
Taxa de Natalidade – numero de individuos que nascem em uma populacao por ano
Taxa de mortalidade – numero de indivuduos que morrem em uma populacao por ano
Imigracao – entrada de novos individuos na populacao
Emigracao – saida de individuos da populacao
Potencial biotico – capacidade que uma populacao tem de crescer
Resistencia do Meio – conjunto de fatores que impedem que uma populacao cresca (alimento, espaco, abrigo, parasitas)
Curva de crescimento real = resulta na interacao entre o potencial biotico de uma populacao e a resitencia imposta pelo meio
Curva de crescimento populacional = variacao do tamanha da populacao ao longo do tempo, tem forma de S
Aerobicas – utilizam O2
Anaeorobicas – nao utilizam O2
Facultativas sobrevivem tanto sem quanto com O2

Comunidade biologicas

Habitat – ambiente ou local em que vive determinada especie
Nicho ecologico – as caracteristicas e necessidade que um ser apresenta que fazem com que ele viva de certa maneira
Relacoes Intra-especificas – sao relacoes entre individuos da mesma especie
Relacoes Interespecificas – relacoes que se estabelecem entre individuos de especies diferentes

Relacoes Intra-especificas Colonia- individuos da mesma especie fisicamente unidos, que repartem funcoes nao sobreviveriam sozinhos
Sociedade – individuos da mesma especie que nao estao fisicamente unidos mas dependem uns dos outros para sobreviver, repartindo funcoes
Competicao intra-especifica – individuos da mesma especie que competem pelos mesmo fatores do meio, reproducao
Relacoes Interespecificas Mutualismo- seres de especies diferentes que estao fisicamente unidos e nao consiguiriam sobreviver separados, + +
Comensalismo – seres que se alimentam do alimento de outros seres se prejudicalos + 0
Predacao – seres que matam e se alimentam de outros seres + -
Herbivoria – seres que comem plantas ou parte delas + -
Parasitismo - seres que vivem a custa de outro, causando prejuizos geralmente sem levar a morte + -
(holoparasitas se alimentam da glicose pronta de plantas, hemiparasitas se alimentam de agua
Protocopercao – seres de especies diferentes que se associam mas nao obrigatoriamente + +
Inquilinismo – relacao em que um ser uso outro como moradia, sem prejudicar lo
Competicao inter-especifica – individuos de especies diferentes que competem por fatores do meio como alimento, espaco...
Epifitismo – especies de plantas ficam em cima de arvores para melhores condicoes

Relacao Harmonica – relacoes ++ ou +0 onde pelo menos um ser se beneficia e o outro nao e prejudicado
Relacao Desarmonia – relacoes + - onde um ser se beneficia e o outro e prejudicado

Sucessoes Ecologicas

Especies pioneiras ou Ecese – especies capazes de se instalar em locais inospitos e suportar a severidade do ambiente (algas)
Sucessao Ecologica – processo gradativo de colonizacao de um habitat em que a composicao das comunidades vai se alterando com o tempo
Sucessao ecologica Primaria – sucessao que tem inicio em um local que nunca fora habitado, cujas as codicoes sao desfavoraveis a vida (vulcoes, rochas, dunas)
Sucessao Ecologica – sucessao que occore em um local que ja fora habitado, por isso as condicoes sao mais favoraveis
Microclima – as condicoes ambientais particulares do habitat ao qual estao adaptadas determinadas especies
Homeostase- capacidade de se manter estavel apesar das variacoes ambientais
Comunidade Climax- comunidade com o maximo de homoestase (desenvolvimento), formando o final da sucassao ecologica.
Sere – especies intermediarias antes do climax depois das pioneiras
As especies vao se substituindo tornando o local mais habitavel
Solo sem vegetacao  Plantas pioneiras  Gramineas e Arbustos  Vegetacao Arbustiva  Floresta Intermediaria  Floresta semelhante a original

A cada estagio do processo de sucessao da comunidade provocam modificacoes na estrutura fisica e no clima do habitat, inaugurando nichos novos que favorecem a chegada de novas especies. O aparecimetno de novos nichos durante a sucessao leva ao aumento da bioversidade e com isso o numero de individuos capazes de viver no local,
assim aumentando a biomassa do ecossitema. (aumento da biodiversidade leva ao aumento da biomassa e a estabilizacao do microclima.

Produtividade Bruta (P) – quanto produz de materia organica (glicose) + O2 = fotossintese
Respiracao (R) - consumo de materia organica (glicose) + O2
Produtividade Liquida (PL) – foto (produtividade bruta) – Respiracao (o “lucro” , o quanto vai poder crescer)

Plantas so crescem se produzem mais do que gastam, quando chega no climax para de crescer

ECESE – pioneiras =
Periodo de instalacao das pioneiras liquens -> musgos
Pouco diversidade
Biomassa reduzida
Produtividade Bruta baixa (pouca foto)

P>R (foto tem que ser > que respiracao para crescer)
PL> 0 (esta no maximo consumindo tudo que esta produzindo) (10-10 = 0)
P/R > 1 (foto dividido pelo mesmo numero de gastos) (3/3 = 1)

SERE – intermediarias =
Gramineas, pteridofitas ales de insectos aracnideos e passaros
Bioversidade e biomassa crescentes
Produtividade bruta aumenta muito (foto aumenta)

P >R
PL > 0 Nao mudam pois ainda ta crescendo
P/R > 1

COMUNIDADE CLIMAX – maximo de desenvolvimento
Estabilidade (homoestase)
Bioversidade e biomassa maximas
Teias alimentares mais complexas
Maior reciclagem de nutrientes
Produtividade bruta maxima (foto max)

PL = P – R P=R (passa a ser continuo ou estavel pois nao cresce) PL = 0 (pois gasta tudo que ganha) P/R = 1

Florestar – colocar a mesma especie de volta ao ambiente Reflorestar – colocar especies diferentes de volta ao ambiente
Humanidade e Ambiente
Poluicao – refere-se a presenca concentrada no ambiente de determinadas substancias ou agentes fisicos (poluentes) que afetam negativamente os ecossistemas
Contaminacao – sujar manchar o que e puro, ou respeitavel.
Monoxido de carbono – CO e eliminado pelos carros com queima incompleta de combustiveis. Se prende a hemoglobina impossibilitando-a de carregar oxigenio. O CO consegue se prender 207X mais rapido que o O2.
Chuva Acida – monoxido de carbono CO e dioxido de enxofre SO2 e dioxido de nitrogenio NO2 reagem com o vapor de agua formandoo acido sulfurico (H2SO4) e o acido nitrico (HNO3). Esses acidos dissolvem na agua, nas nuvens e precipitam na forma de chuvas acidas, corroendo monumetos, e pinturas, e destruindo a vegetacao.
Convecao – o fenomeno em que o ar quente menos denso sobe, e depois esfria ficando mais denso descendo....
Inversao Termica – nos meses de inverno, por haver menor radiacao de calor, o solo esfria mais rapidamente, e o calor sobe. Assim se forma uma camada de ar frio perto da superficie, e o ar quente fica preso entre essa camada e a de ar mais frio superior. O ar quente quando sobe leva a poluicao, mas como ele esta preso a poluicao fica retida, agravando problemas respiratorios.
Efeito Estuda – O efeito estufa e um fenomeno natural, onde os gases CO2 e CH4 (metano) na atmosfera retem o calor que esta voltando para a atrmosfera. Essa retencao de calor e o que mantem a temperatura da terra com uma media de 15 graus, 20 graus acima do que deveria ser.
Mas com a grande quantidade de CO2 emitido, as camada da atmosfera esta aumentando, assim retendo mais calor. Esse calor, esta causando uma serie de problemas, desde a degelacao dos glacias que vao aumentar o nivel do mar a morte de varias especies, com o aquecimento de varias regioes.
Buracos na Camada de Ozonio - Os seres autotrofos foram os primeiros a emitir O2 para atmosfera, assim esse O2 formou uma camada. Quando os Raios Ultra-violetas do sol passavam por essa camada, eles quebravam o O2 em 2 oxigenios que se uniam a O2 formando o O3 (ozonio). Esse O3 impidia os raios ulta violetas de penetrarem. Mas agora com a emissao de CFC’s (Cloro Fluor Carbono) buracos tem sido formados na camada, pois o Cl roba um do O do O3 que passa a ser O2 se novo. Um Cl conseque quebrar milhares de O3, que quando passam a ser O2 nao impedem mais que os raios ultra-violetas passem. Surge assim, buracos.
DDT na cadeia Alimentar- DDT eh um tipo de inseticida que eh usado em lavouras para matar insetos. Em um ambiente, a quantidade de DDt eh sempre maior nos niveis troficos mais altos. Entao ele aumenta de acordo por exemplo
Isso acontece por que a quantidade de alimento consumido fica maior de acordo, assim consumindo muito mais DDT do que se comesse menos. Planta< gafanhoto < sapo (morre)
Mercurio na Cadeia Alimentar – o memo acontece com o mercurio, a quantidade aumenta conforme o nivel cresce. Garimpeiros usam o mercurio para limpar o ouro, que acaba sendo consumido. agua < alga < peixe pequeno < peixe grande